sábado, 18 de agosto de 2012

Vacuoterapia

O vácuo consiste num aparelho de sucção, composto por um compressor que provoca uma pressão negativa da ordem de 0 a 600 mmHg. Este equipamento mobiliza de forma profunda a pele e a tela subcutânea, aumenta a circulação sanguínea, regula o equilíbrio hídrico, a circulação de nutrientes e a eliminação de toxinas dos tecidos.

O profissional deverá escolher a pressão de acordo com a tolerância do cliente e com o grau de ptose tissular e muscular apresentados na região a ser tratada e a pressão não deverá exceder 300 mmHg.

Este recurso poderá ser utilizado em combinação com outros equipamentos para otimizar resultados.

A sensação e de uma suave pressão na pele.

Restrições: flacidez, trombose venosa, erisipela/flebites e tromboflebites agudas, edemas resultantes de insuficiência renal ou hepática, sob áreas feridas ou arroxeadas na pele, neoplasias e aplicação direta sobre útero gravídico, gônodas, área cardíaca e olhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário